segunda-feira, maio 31, 2010

Para mim já está mais do que claro que para vc, não se trata de sentimentos... e sim de momentos nos quais vc acha que valerão a pena. Mas será mesmo que valerão? Eu já não sei o quanto esse meu amor pode influir na linha tênue de aproveitar um dia como o mais perfeito de todos e ter isso tudo na lembrança como uma coisa boa, ou não aproveitar nada e pelo contrário sofrer pq um dia tive nas mãos aquilo tudo que queria pra vida inteira!
Eu realmente já não sei mais...

quarta-feira, maio 12, 2010

Mudanças. Elas um dia, inevitavelmente ou não, acontecem! Também trazem com elas esperanças de que um mundo idealizado por nós talvez esteja mais ao alcance. O válido é não arrepender-se e se houver culpa-e ela sempre existe- que seja por não ter feito algo.
Eu mudei. Tal metamorfose pode não ser visível ao olhos leigos de quem vê de fora, mas para mim se trata de um grande salto. Um salto que pode até levar-me para mais perto do objetivo esperado, mas é certo que me livrará do comodismo, me fará sentir mais coragem, fará também aquele medo que insistia em atormentar as minhas singelas noites de sono desaparecer. Sim, pois eu sentia medo, um medo terrível de quem parece já saber o final da história, de quem pensa já ter vivido- e realmente já viveu- aquilo antes, de quem tem a certeza que terá- à conclusão da história- aquela pior culpa... a de não ter feito nada, a culpa de não ter deixado ocorrer a dita MUDANÇA.
E agora eu posso ao menos despir-me desses tantos receios e começar a lutar com todas as armas possíveis. Talvez o fato de tratar-se de um desafio, seja muito mais emocionante e digno de louvor ao final. Louvor pq um dia eu tive coragem e, mesmo com tantas dúvidas e suposições, insisti em uma ideia que achava correta. A minha conquista começa aqui, mesmo que tudo dê errado; mesmo que eu seja obrigada a voltar, começar do zero e refletir novamente.
Eu mudei.

domingo, maio 09, 2010

E nesse dia das mães irei entregar dois pequenos textos, um pra mamãe e outro pra vovó.
Elas não vão ler aqui, mas pra deixar registrado vou postá-los:


Como descrever o que eu sinto por vc mãe?
Não existem palavras, e mesmo que seja clichê demais... vc é a pessoa mais importante da minha vida!
 Desculpas por estar ausente quando precisava estar presente, por parecer não ligar quando realmente ligava... desculpas.
Desculpas por ser assim tão arrogante, e fingir não precisar de ajuda quando mais precisava, por ser egoísta e negligente diversas vezes... desculpas.
Desculpas por achar que escrever vai resolver todos os problemas... desculpas.
Não sou tão boa com as palavras, mas acho que a minha tentativa é válida... vc é a mãe mais linda e amiga do mundo e tudo que eu escrever aqui neste papel vai parecer uma daquelas antigas cartinhas que eu te mandava qdo era pequena lembra? Sabe pq? Pq o meu sentimento por vc é tão difícil de descrever que prefiro escrever somente essas quatro palavras:

EU TE AMO MUITO! :)


Vovó, nada que eu disser ou fizer hoje se compara a tudo que vc já fez e ainda fará por mim... palavras não podem descrever sentimentos. Mas o que eu digo mais sinceramente nesse momento é: obrigada! Obrigada por tudo, por ser essa pessoa sempre presente em minha vida, uma segunda mãe e muitas vezes uma primeira mãe! Obrigada por me dar apoio, atenção e me entender nos momentos mais difíceis, obrigada por ser essa pessoa MARAVILHOSA com um grande senso de humor e uma fofura incomparável. A melhor e mais linda avó de todas sem dúvidas!

EU TE AMO INFINITAMENTE! s2

segunda-feira, maio 03, 2010


O que é Redenção para você?
Para mim, redenção é algo que tem o poder de te transformar, fazer acreditar mais na vida, mudar! Algo que pode ser uma canção, uma frase, um gesto. Redenção é a metamorfose que te faz esquecer de tudo e seguir em frente crendo que o que era supostamente "errado" ficou diferente e que quem era imutável hoje se redimiu, se despiu de toda culpa e passa a ser uma "nova pessoa".

domingo, maio 02, 2010

“É incrível como vc me deixou assim, pedindo à Deus pra que isso nunca tenha fim...”
Não preciso dizer mais NADA!

sábado, maio 01, 2010

Na onda do eterno poeta Cazuza:  “o teu amor é uma mentira que a minha vaidade quer...”
E é bem assim mesmo que acontece. Na maioria das vezes,  quando conseguimos determinadas coisas, elas perdem a graça: “a emoção acabou que coincidência é o amor, a nossa música nunca mais tocou...”. A emoção de ter que conquistar algo supostamente inatingível é o que nos move! E quando ela se desvanece pra quê mesmo continuar  tendo aquilo? Ah é, não tem mais motivos: “O nosso amor a gente inventa pra se distrair e quando acaba a gente pensa que ele nunca existiu...”. E entramos no jogo de novo, mais uma vez e mais uma vez... esperando que alguma dessas vezes seja aquela verdadeira, que vc realmente queira aquilo que buscou e que não seja apenas uma simples brincadeira de quem ganha ou quem perde. Tudo isso pq somos: “exagerados”, adoramos “um amor inventado” e achamos que “nunca mais iremos respirar” se não tivermos essa tal propulsão, afinal “o tempo não para” não é? E essa propulsão para nossas vidas se denomina: AMOR.